Setembro Laranja e o combate à obesidade infantil 😀🧡🍽

Conheça as causas e como combater a obesidade infantil
Setembro laranja é o mês alusivo ao combate a obesidade infantil

 

Setembro Laranja é o mês destinado ao combate à obesidade infantil. A obesidade, caracterizada pelo acúmulo de tecido gorduroso, regionalizado ou em todo o corpo, é uma doença crônica, complexa e de etiologia multifatorial. Um em cada três brasileiros apresenta sobrepeso ainda na infância. O Ministério da Saúde estima que 33% das crianças brasileiras entre 5 a 9 anos, hoje já estejam acima do peso. O índice de meninos obesos alcança 16,6% e dentre as meninas a taxa chega a 11,8%, segundo informações contidas nas Pesquisas de Orçamentos Familiares (POF) do IBGE 2008-2009.

As propagandas de alimentos é um dos fatores que pode influenciar no quadro da obesidade ao direcionar as pessoas nas esco­lhas alimentares. Elas passam mensagens fundamentalmente afetivas, com ênfase no sabor dos alimen­tos, no prazer e na diversão. Essa estratégia, utilizada pela mídia, poderia ser empregada pelos cuidadores e/ou responsáveis das crianças para atrelar prazer e diversão aos alimentos de valor nutricional mais adequado, ao invés de conflitos.

O que leva o indivíduo a escolher o que irá levar a boca vai muito além da informação nutricional deste alimento. A mudança na atitude alimentar é algo que acontece não apenas com o discurso dos benefícios daquele alimento para a saúde.

Nesse sentido, um dos pontos que podem ser abordados, além de deixar as refeições mais divertidas, associando-as ao prazer, é trabalhar a fome e saciedade das crianças. Ao invés de proibir a ingestão de certos alimentos, pode-se ensiná-las a comer de forma que as deixe satisfeitas, levando-as a compreender que em outros momentos poderão ingerir esses alimentos, não necessitando comer de forma exagerada.

É importante que as crianças saibam o que é fome. Assim, não há necessidade de deixá-las sempre alimentadas e saciadas. Esta saciedade deve ser sinalizada pela própria criança (estímulo interno, e não o adulto direcionando o quanto ela deve comer (estímulo externo) ao se alimentar.

Prevenir a obesidade na infância é a maneira mais segura de controlar essa doença crônica grave. Essa prevenção inicia-se desde a fase intra-uterina, que é um período crítico para o desenvolvimento infantil e de muitas doenças crônicas, como a obesidade; e se perpetua na dinâmica e no comportamento familiar.

Para maiores informações procure um nutricionista!

Natália de Souza

Nutricionista – CRN – 9030