Agosto: Mês Dourado

 Agosto é o mês destinado a conscientização acerca da amamentação, por isso é intitulado como mês dourado.  O leite materno é forte, adequado e o alimento mais completo para o bebê. Sua função vai além do ato de nutrir, já que abrange a parte psicológica, fonoaudiológica, neurológica dentre outras funções.

  • A NUTRIÇÃO E AMAMENTAÇÃO

Até os seis meses de idade, o leite materno, é considerado o alimento que supri todas as necessidades nutricionais da criança, por isso não é preciso completar com outros leites, mingaus, sucos e água. Ele possui a seguintes qualidades:

  • Digestão facilitada e não sobrecarrega o intestino e os rins do bebê.
  • Protege o bebê da maioria das doenças e é prático.
  • Transmite amor e carinho, fortalecendo os laços entre a mãe e o bebê.
  • Previne a mãe da perda de sangue em grande quantidade depois do parto, da anemia porque impede a menstruação, contra câncer de ovário e mama, e auxilia na recuperação do peso habitual.

No período da amamentação é importante:

  • Que o bebê não experimente outro bico dentro da boca, pois ele pode ficar confuso e começar a atrapalhar-se na hora de mamar – às vezes isso o leva a abandonar o peito.
  • As mamadeiras e chupetas são difíceis de limpar e esterilizar, podendo causar infecções.
  • Não se faz necessário nenhuma restrição alimentar, exceto em casos de alergia alimentar no bebê.
  • As bebidas alcoólicas e o cigarro são desaconselháveis, pois podem afetar a saúde do bebê.
  • Depois dos seis meses de idade, o ato de amamentar deve ser mantido, mas acompanhado com os demais alimentos habituais da família. A amamentação é recomendada até os 2 anos ou mais, de acordo com a necessidade da família.
  • FONOAUDIOLOGIA E AMAMENTAÇÃO
  • A sucção é uma função inata que além de alimentar estimula os órgãos fonoarticulatórios preparando e prevenindo dificuldades em relação a fala da criança;
  • O vínculo pais-bebê estabelecido na amamentação torna a criança mais segura e confiante para se expressar
  • O bebê que mama no seio materno aprende a respirar corretamente, ou seja, desenvolve a respiração nasal;
  • A amamentação previne infecções no ouvido, evitando complicações futuras para a audição;
  • Mamar no peito contribui para o posicionamento correto dos dentes, além de exercitar os músculos responsáveis pela mastigação e deglutição.

Atenciosamente,

Natália de Souza Silva
Nutricionista da Toca da Criança
CRN 6 – 9030

Isabel Almeida Freire C. Sousa
Fonoaudióloga da Toca da Criança
CRFa-CE: 5140